Resenha: Despertar - Nina Lane #EspiraldoDesejo

Autor: Nina Lane
Páginas: 320
Ano: 2018
Editora:  Companhia das letras
Gênero: Romance/ Drama
Compre: Amazon
Nota: 5/5
Sinopse
Uma série sexy e apaixonante que vai mexer com suas emoções mais profundas.
Um casamento baseado no amor, no desejo e na confiança. Um segredo guardado com a melhor das intenções. Um relacionamento — intenso e imperfeito — colocado à prova.
Dean West é o grande amor e o porto seguro da vida de Olivia. Um marido dedicado, um parceiro intenso e, acima de tudo, um homem completamente apaixonado por sua mulher. Conhecedor dos segredos mais obscuros da esposa, Dean a possui por completo — hoje, amanhã e sempre.
Mas o casamento aparentemente perfeito dos dois é abalado quando Olivia descobre uma faceta até então desconhecida do passado do marido. Será que a força dos sentimentos que eles têm um pelo outro será capaz de prevalecer sobre a dor da decepção?
Neste primeiro livro da série Espiral do Desejo, a autora best-seller do New York Times Nina Lane dialoga com o romântico que habita em todos nós, através da história de um casal apaixonado e imperfeito que conta com o poder do amor para superar as dificuldades encontradas pelo caminho.


Esse romance foi completamente diferente de todos os que eu já li. Primeiro porque os protagonistas já são casados, geralmente os romances costumam narrar quando os personagens se conhecem ou quando se apaixonam, mas nesse não acontece isso. Além disso, a história mistura narrativas do presente e do passado, contando os desafios do casal no dia a dia.
Dean e Liv West já estão juntos há cinco anos, e tem uma relação muito boa, não é perfeita, pois eles discordam de algumas coisas assim como todos os casais. Mas de um modo geral a relação vai de vento em poupa, até que surge uma complicação que acaba desencadeando em outras coisas mais sérias.
Ao longo da narrativa nós temos alguns vislumbres de como eles se conheceram e o quanto cada um fez bem para o outro. A Liv teve uma infância e adolescência muito conturbadas, pois o relacionamento com a mãe não foi muito fácil. Ela cresceu cheia de traumas e quando conhece Den, um galante e gentil professor que a encantou logo de cara, enxerga nele a solução para os seus problemas com questões de afeto e amor.

Dean esteve o tempo todo ao lado de Liv, ajudando a superar seus traumas, sempre foi o namorado e o marido perfeito. Mas quando a história se inicia eles estão com a relação um pouco estremecida.
Dean é bem sucedido na sua profissão, enquanto a Liv acaba de ser demitida e isso gera uma crise muito grande para ela, que começa a questionar muitos aspectos da sua vida.

A gota d’água para o declínio da relação foi quando Liv desconfia que possa estar grávida, ela nunca quis ter filhos, Dean também não. Mas depois do susto de uma quase gravidez ela começa a se questionar se a decisão de não ter filhos foi uma coisa boa.
Quando ela expõe para ele que talvez esteja mudando de ideia quanto à maternidade, Dean não reage muito bem. De fato, ele fica bastante perturbado, Liv não consegue entender o porquê, demora um pouco para ela ficar a par dos motivos de ele ter ficado perturbado com a possibilidade de ser pai.
Após esse acontecimento as coisas vão esfriando no relacionamento, eles vão ficando cada vez mais distantes e não param para conversar sobre o que está acontecendo. Nos raros momentos em que decidem sentar para se abrir um com o outro, tudo acaba terminando em sexo. Até chegar ao ponto de que o único momento de interação entre eles é durante o sexo. Acho que o casal acaba focando somente nesse aspecto da vida deles que está dando certo, mas chega uma hora em que a coisa toda fica insustentável.

“Uma estranha calma se instala no seu coração. Talvez, ele precise me ver como algo além da esposa fiel e da mulher que tem que proteger. E talvez eu precise vê-lo como algo além do marido inabalável e do homem que resolve todos os problemas sem esforço.”
Ao longo da leitura eu percebi que eles se amam, passaram por tantas coisas juntos, mas essa falta de diálogo está matando o relacionamento. Se o Dean ouvisse a Liv, iria perceber que ela está tentando se encontrar na vida, buscando descobrir o que gosta de fazer, pois ela se sente inferior diante de todo o sucesso dele como professor.
Se a Liv escutasse o Dean também perceberia o quanto ele a ama e que os segredos que ele escondeu foi somente com o intuito de protegê-la, por mais que ele não tenha agido corretamente ao fazer isso.

Em vários momentos deu vontade de entrar no livro, pegar os dois pelas mãos e falar “sente aqui vocês dois que agora vamos conversar”. Mas de um modo geral eu amei essa leitura, como eu disse no inicio, foi uma experiência bem inusitada acompanhar a vida amorosa de um casal com um relacionamento de anos.
“Despertar” tem uma narrativa muito gostosa e bem fluida, a gente consegue realmente se envolver com os personagens e torcer para que tudo dê certo para ele.
Para mim não foi uma história previsível, porque eu ficava o tempo todo naquela expectativa de que iria acontecer algo de ruim, mas acabei sendo surpreendida com a calma e a leveza desse livro.
Recomendo demais essa leitura para todos que apareciam um bom romance. E também para quem gosta de uma história mais hot, não que o livro seja um daqueles eróticos em que o casal fica transando o tempo inteiro e não tem nada de significativo acontecendo na historia, ao contrário esse tem seus momentos bem hot, mas não é tudo que o livro tem para oferecer, e esse foi um dos pontos que mais gostei em “Despertar”.

Pin It
0

Resenha: Amor em Manhattan - Sarah Morgan

Nome do livro: Amor em Manhattan 
Autora: Sarah Morgan 
Ano: 2018
Editora: Harlequin 
Gênero: Romance contemporâneo
Páginas: 384
Nota: 4/5
Compre na Amazon
Sinopse
Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Mas quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um felizes para sempre? O primeiro livro da série para "Nova York, com amor" traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz.
  Paige divide o apartamento com as duas melhores amigas Eva e Frankie, além de morar no mesmo prédio que o seu irmão Matt.  Com uma infância sofrida devido a problemas de saúde, ela sempre foi muito protegida por todos, principalmente por seus pais e seu irmão. 
  Esperando receber uma promoção em seu emprego, acabou sendo demitida, juntamente com suas amigas. Desesperadas, foram encorajadas por Jake, melhor amigo de Matt e amor de adolescência de Paige, a abrir sua própria empresa de eventos e concierge, e assim nasceu a Gênio Urbano.
  Para estimular as garotas e colocá-las no mercado de trabalho, Jake resolveu contratar os serviços delas para um evento.  Com o objetivo de mostrar um possível local para o evento, Paige vai com Jake a uma festa. Após definir que aquele local seria adequado,  eles se preparam para ir embora, mas ficam presos no elevador. Vendo a amiga desesperada, ele a abraça para tentar acalmá-la e logo o clima entre os dois esquenta, só que após isso o resgate chega,  Jake finge que nada aconteceu. 
  Irritada, ela resolve tirar satisfações com ele e os dois decidem ter um relacionamento só por diversão e sem sentimentos. Na prática a ideia funcionou por algum tempo, mas mesmo que ambos neguem, eles estão apaixonados. A partir do momento em que a garota aceita este sentimento, se declara ao amado, mas ele tem dificuldades em acreditar no amor e decide terminar. Como se não bastasse, Matt acaba descobrindo o relacionamento dos dois e  fica irritado.
  A partir desse momento, eles precisam decidir o que fazer e se esse sentimento é forte o suficiente para ficarem juntos.
  Amor em Manhattan faz parte da série ‘’Nova York, com amor ‘’. É um livro fofo e apaixonante. 
  Além da nossa protagonista Paige, que é uma mulher batalhadora, segura e que odeia ser protegida, temos suas duas melhores amigas, Eva, sonhadora e que acredita que o mundo é um conto de fadas, e Frankie, que é cética e descrente do amor verdadeiro  (CONFESSO QUE FRANKIE SE PARECE MUITO COMIGO ). 
  Matt, é um rapaz inteligente, batalhador e super protetor e por fim Jake, o pegador (ponto negativo do personagem, em minha opinião), bonitão cobiçado, mas que no fundo só quer proteger sua amada.
  Este é o típico livro que você já sabe o final,  mas não larga até a história acabar. É romântico, aquece o coração, MAS TEM ALGUNS MOMENTOS PICANTES. 
  Gostei bastante deste romance leve envolvendo Paige e Jake, sem contar que foi muito gostoso acompanhar a amizade das três garotas e dos dois garotos. Acredito que no desenrolar dos outros livros, veremos ainda mais união e carinho destes cinco personagens. 
  Resolvi pesquisar sobre esta série e descobri que existem as histórias da Eva e da Frankie, entre outras.  Então, estamos esperando ansiosamente os próximos livros hein HARLEQUIN, principalmente o da Frankie, no meu caso. Também pude perceber que não é preciso ler em ordem e/ou todos para entender a série.
  Se resolver dar uma chance ao livro, encontrará vários spoilers que a autora deixou em relação aos outros livros, alguns estão bem claros, como o relacionamento de Chase Adams e Matilda (ex-colega de trabalho da nossa protagonista) e outros que é preciso ler nas entrelinhas, como por exemplo... AH NÃO VOU CONTAR NÉ?!?! 
  Posso dizer que o livro nos traz uma lição,  esta é que devemos arriscar mais. E Paige é um grande exemplo disso. 
  Sobre a estética, a capa é mais bonita e delicada que a capa original. No início de cada capítulo, uma das três garotas nos deixa um ditado, como neste exemplo:
Capítulo 3
  Se não tiver sucesso de cara, mude de plano.
    - Paige 
  Espero que minhas palavras tenham despertado a curiosidade de vocês. Tenham uma boa leitura. 


Pin It
22

Lidos de Abril - Muitas dicas maravilhosas

Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje vim conversar com vocês sobre os livrinhos de li em Abril, sete leituras maravilhosas. 
Sei que estou bem atrasada para publicar esse post, eu já deveria estar falando dos lidos de Maio, mas nunca é tarde para dar boas indicações, né?
Eu estou conseguindo cumprir a minha meta mensal de leituras com louvor, no começo do ano estabeleci para mim mesma uma meta de pelo menos 5 livros por mês. Em Abril eu consegui ler 7, tá certo que dois desses livros tem menos de 100 páginas, mas não importa, ainda está valendo kk.
Venha conferir o que li e já aproveite as indicações.

1- Assim como és- Naiara Aimee (Nota 5❤/5)
 
Esse romance fofo de época, foi uma das melhores leituras que fiz no mês de abril. "Assim como és" é um livro curtinho, com menos de 100 páginas, mas ainda assim uma leitura completa e arrebatadora.
Aqui nós temos aquela típica história do "patinho feio", pois a mocinha Rebecca, além de gaga também não tem uma beleza muito impressionante, ao contrário de da sua irmã mais nova, Rosamund, que era linda como um anjo. As comparações entre as duas eram inevitáveis, em uma sociedade que só liga para a boa aparência e frivolidades. Mesmo diferentes na aparência e nos modos, Rosa e Becca eram muito amigas.
A mãe de Becca ás vezes conseguia ser muito cruel com a filha, tentando fazer com que ela fosse uma pessoa que ela não era, confesso que tive muita vontade de estapear a cara dessa mulher.
Após mais uma desilusão com um suposto pretendente, Becca acaba despertado o interesse do Capitão Ashford, um jovem galante e muito bonito. Mas Becca acha que ele só está se aproximando para zombar dela também.
Esse é aquele tipo de livro para devorar de uma unica vez durante umas poucas horas de leitura. A Rebecca é o tipo de mocinha que a gente quer pegar no colo e dizer que tudo vai dar certo e que é linda assim como é.

2- Cortejo com Malícia - Carole Mortimer (Nota 4/5)
Mais um romance de época aqui nas minhas leituras, já deu para perceber que eu adoro o gênero.
Gostei bastante da leitura de "Cortejo com malícia", porém com algumas ressalvas. Essa foi uma leitura que tinha tudo para ser maravilhosa, mas faltou algo no desenvolvimento.
Lady Pandora é uma Duquesa, linda, maravilhosa, do tipo que tem legiões de pretendente, e capaz de provocar duelos. Ao menos era isso que Rupert e o resto da sociedade achava.
O marido de Pandora havia morrido em um duelo, levando todos a acreditar que ele tinha duelado para salvar sua honra, diante do amante da esposa. Por isso Pandora acabou sendo julgada severamente e ficando à margem da sociedade.
Contudo, Lady Pandora sabia que o marido não morrera por causa de sua infidelidade, porque ela jamais foi infiel a ele. Mas, para não denegrir a imagem do marido ela acaba deixando que a sociedade pensasse o que pensasse.
Quando Rupert a conhece, ele acredita que ela era tudo o que todos diziam, uma dama devassa. Então ele estava determinado em fazer dela sua amente. Inclusive ele se torna até um pé no saco dela, oque me irritou algumas vezes. Isso aliado ao seu comportamento autoritário e um tanto machista, me fizeram querer esganá-lo em alguns momento.
O final também foi um pouco decepcionante para mim, tinha tudo para ser muito bom, mas não deu liga. Ainda assim é um livro gostoso de ler, por isso recomendo a leitura, quem sabe você tenha uma experiência diferente da minha.

3- O sol na cabeça - Geovani Martins (Nota 4/5)
Essa foi uma leitura diferente e surpreendente. 
Não costumo ler muito contos que não sejam de romance, mas acabei recebendo esse livro da Companhia das Letras e vi que todos estavam comentando muito bem, então resolvi dar uma chance.
Me encantei com essa leitura, pois o autor escreve seus contos ambientados no cotidiano das favelas brasileiras, narrando o cotidiano da vida naquele lugar.
Já postei resenha aqui no blog, então passa lá para saber mais sobre esse livro.
4- A cortesã do rei - Jéssica Macedo (Nota 5❤/5)
Esse é um romance de época medieval, com uma pitada de fantasia. Uma leitura que recomendo para quem gosta de livros hot, com muita sensualidade, paixões e mistério.
A mocinha, Catherine, foi retirada de um convento para ser amante do rei da Dinamarca, e após viver tanto tempo satisfazendo os desejos do rei, ela já tinha se conformado com seu destino.
No entanto, a chegada de um homem misterioso ao castelo acaba implantando algumas dúvidas no coração dela, principalmente porque ela já sonhara com ele, muito antes de conhecê-lo e de certo modo sabia que ele seria sua ruína e ao mesmo tempo sua paixão.
5- Á sua espera - Abbi Glines (Nota 5❤/5)
Esse foi o primeiro livro da Abbi Glines que li, o que me atraiu foi a capa (adoro cowboys kkk). Contudo, comecei a ler com certo receio de não gostar, porque ao mesmo tempo em que muitas pessoas amaram essa série (Rosemary Beach), muitos odiaram.
Mas gente! Assim que comecei a ler já me apaixonei, e sabe quando acontece aquela coisa de você estar tão envolvida com a história a ponto de não conseguir largar nem para ir ao banheiro? Foi o que aconteceu lendo "A sua espera".
Me encantei com os protagonistas, com a história de vida da mocinha que é muito triste (cara! queria adotar essa guria), sabe aquela garota jovem e linda, mas que por dentro está completamente destroçada? A Reese é assim, ela tem um déficit de aprendizagem, que todos consideravam como burrice da parte dela e por isso ela sofreu muito na vida, e ainda tem um lance com um padrasto escroto para estragar ainda mais a garota.
Aí ela conhece o mocinho, que é maravilhoso diga-se de passagem, que enxerga além de sua beleza, e está disposto a ajudá-la a superar seus fantasmas.
ADOREI esse livro, não vejo a hora de ler a continuação. Inclusive já comecei a ler a série pela ordem e estou amando as histórias dos outros casais (Rush e Blaire/ Woods e Della ❤).

6- Mais que Amigos - Lauren Layne (Nota 5❤/5)
Mais um favoritinho do mês. Esse é aquele tipo de clichê gostosinho que eu amo.
Temos dois protagonistas que são melhores amigos, melhores amigos mesmo! Do tipo de moram juntos há anos e nunca rolou nada, nenhuma tensão sexual. 
Até que a Parker leva um pé na bunda do namorado e, mesmo na fossa, resolve curtir a vida. Ela quer pegar geral, assim como Ben, e não se apegar a ninguém, sexo sem compromisso.
Ben é o mestre do sexo sem compromisso, e está disposto a ajudar Parker nessa. O problema é que ela, mesmo querendo se aventurar, não ter confiança em ir para a cama com um cara que mal conhece.
Até que, após muita reflexão, ela percebe que Ben é o único cara que ela confia, então propõe uma transa casual entre amigos (amizade colorida), e o negócio rola.
Mas a gente sabe que amizade colorida não dá certo, alguém sempre acaba se ferrando, quando não se ferram os dois. Então eu fiquei naquela tensão o livro inteiro com medo de estragarem a amizade e o relacionamento maravilhoso que tinham.
Apesar de parecer ser um livro erótico, ele até é bem fofinho, então eu classificaria apenas como um romance sensual. Se você curte esse tipo de leitura, compra e se joga!
Tem resenha (aqui).

7- 10 causos de Pedro Malazartes e sua amiga Dona Véia.(Nota 4/5)
Esse ultimo, mas não menos importante, é uma livro estilo peça de teatro, mais voltado para o público infanto juvenil, mas isso não impede que pessoas de todas as idades o leiam.
Aqui nós vamos conhecer 10 causos do endiabrado Pedro Malasartes, que gosta de tapear a coitada da dona veia com seus truques e conversa para boi dormir.
Já tem resenha aqui também, procure para conhecer mais desse livrinho.

Espero que tenham gostado das minhas indicações e leiturinhas, porque eu amei ler esses livros e vir aqui falar deles para vocês. Me conta se algum deles te chamou a atenção e se já leu algum me diga o que achou.

Pin It
13