quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Entrevistando os autores: Cátia Mourão e Johnatan Souza autores da Série Mais Alem da Escuridão



    Ola meus queridos primeiramente peço perdão por ter ficado tanto tempo sem postar  devido a correria do dia a dia ,mas para me desculpar em grande estilo trago uma entrevista feita com os autores da Série Mais Além da Escuridão quem ja leu o primeiro volume "Entre Nós" sabe que Cátia Mourão e Johnatan Souza são ótimos escritores ,temos que nos sentir orgulhosos por eles serem muito bons e contribuírem muito para a literatura do nosso País.
   Pensando em valorizar os escritores nacionais que o blog Leituras da Mary terá sempre um espaço dedicado com resenhas de livros,com entrevistas e muito mais . Então vamos ao nosso primeiro Entrevistando o Autor, espero que gostem pois fizemos com muito  carinho especialmente para vocês.

Suas obras 


Entrevista com Cátia Mourão e Johnatan Souza








Como vocês se tornaram escritores e por quê?

Catia - Não foi uma coisa planejada. Surgiu naturalmente. O gosto pela literatura foi sendo apurado ao longo dos anos e quando vi já estava escrevendo. Acho que segui o caminho natural, de fazer aquilo que dá prazer.
Johnatan - Bom, foi exatamente assim, algo natural. Não foi como acordar um dizer e dizer: vou ser autor e pronto. Surgiu com o tempo. Sempre amei ler e sonhar com grandes histórias. Então, quando surgiu a oportunidade eu simplesmente entrei de cabeça.

De onde veio a ideia de escrever “Entre Nós”, o primeiro volume da série Mais Além da escuridão?

A ideia original surgiu espontaneamente, de nossa paixão pela fantasia e o desejo em comum de fazer uma obra de literatura fantástica.

 Quais são suas maiores referências literárias?  
      
Catia - Eu tenho muitas e poderíamos passar horas falando sobre isso, mas para resumir vou citar dois grandes nomes da literatura internacional: Anne Rice e Edgar Allan Poe.  
Johnatan – Tem vários autores que aprecio muito e que acabam influenciando meu trabalho, mas o brasileiro, sem dúvida, é o Eduardo Spohr.

 Porque escrever um romance sobrenatural?

Quem não gostaria de viver um romance assim, não é mesmo? Acho que todos nós, homens, mulheres e adolescentes, desde que passamos a conhecer o sentido de romance ou amor, passamos a viver esse tipo de fantasia e nada mais louco que você se apaixonar por um vampiro, um anjo caído ou qualquer outro ser sobrenatural. Acredito que a ideia de escrever um romance sobrenatural seja a forma que encontramos para realizar um pouco da fantasia que existe em cada um de nós.

Como surgiu o título da Série “Mais além da escuridão” e o título do primeiro volume “Entre Nós”?

Os títulos foram às últimas coisas que surgiram, já depois do primeiro volume pronto. Assim como a ideia de criar a obra, os títulos surgiram espontaneamente. Refletimos com a ideia de que além da escuridão sempre haverá a luz e acho que conseguimos transmitir esse conceito para os leitores. A eterna continuidade, que nos transporta da luz para a escuridão e novamente a luz. Por isso, apesar de “Mais Além” a princípio parecer redundante, optamos por usar dessa forma.

Fale um pouco sobre as características de cada personagem?

A saga apresenta vários personagens e a cada volume, novos vão surgindo, mas vamos nos ater aos três personagens centrais.
A Carlie é sensual, impulsiva e muitas vezes, chega a ser teimosa, mas também é ingênua para o mundo em que vive e acho que isso é o que desperta a afeição dos leitores por ela. Já o Donovan é arrogante, sedutor e tem um senso de humor um tanto sarcástico, que às vezes incomoda muito. John Fallen é romântico e misterioso. Apaixonante como devem ser todos os mocinhos, mas não se iluda, ele também tem seus momentos de vilão. Não foi á toa que se tornou um anjo caído.

 Qual seu personagem favorito de “Entre nós”?

Johnatan – Sou suspeito para falar sobre isso, mas acredito que está na cara. Sou do time do anjo. Não exatamente pelo nome, como muitos podem imaginar, mas sim porque o personagem traduz tudo àquilo que eu mesmo gostaria de ser.
Catia – Eu sou Donlie assumida. Totalmente apaixonada pelo Donovan Hunter e todas as facetas, sejam elas para o bem ou para o mal. Mas tento ser imparcial na hora de escrever.

Porque escreveram um livro ambientado no Brasil, mas os personagens não têm características típicas Brasileiras?

Queríamos fazer uma obra de literatura fantástica ambientada no Brasil, isso era um ponto determinado em nosso projeto. Mas a história de vida dos nossos personagens é muito extensa e envolve muitos fatores que não permitiriam mantê-los atados em um único ponto do planeta.
O John Fallen é um anjo caído que vive na terra há muitos séculos. O Donovan é um vampiro, parte de um clã muito antigo e respeitado dentro da comunidade vampírica e a Carlie, apesar de ser mais jovem (ela acabou de completar um século de vida) também faz parte desse mesmo clã.
O Brasil é um país muito jovem se comparado ao resto do mundo e nos próximos volumes da saga, os leitores vão perceber, que muitos dos fatos que aconteceram na vida deles seriam inviáveis se eles tivessem origem brasileira. Optamos por criar os personagens com características europeias, principalmente os vampiros, para dar mais “realidade” e respeitar os períodos históricos dos fatos que estão por vir nos próximos volumes.
O que podemos adiantar é que a partir do livro quatro vamos levar os leitores por uma viagem no tempo, onde eles vão conhecer a fundo o passado de cada personagem.

Quais são seus maiores desejos em relação a esse livro e a essa série?

Não é difícil falar sobre isso, pois acredito que o maior sonho de todos os autores é ver seu livro nas mãos de um grande número de leitores. Não podemos negar que lucros são bons, mais nada se iguala a sensação de ver que todos estão comentando sua obra positivamente. Então, nosso maior desejo é esse. Alcançar cada vez um número maior de leitores
.
já tem dois livros publicados “Entre nós” e “Revelações”. A série terá continuação, pretendem escrever outros livros?

Quem acompanha a saga já sabe que haverá uma continuação, porque assim como aconteceu em “Entre Nós”, em “Revelações” também deixamos um suspense no final, que na verdade é uma prévia do que está por vir no livro três. A saga completa terá seis volumes e já estamos trabalhando no terceiro que se chama “Insurgência” e deve ser lançado na Bienal do Rio, em setembro de 2015.
Catia – Eu tenho outro livro. Uma novela romântica com uma pitada hot, que se chama “Elos do Destino”. Na verdade é uma obra de 1997, que foi reeditada e será lançada no próximo mês para que os leitores dessa geração conheçam um pouco mais do meu trabalho. Além disso, estou reunindo e traduzindo para o português, os “Contos e Poemas Góticos de Carlie Marie”, que foram originalmente publicados em espanhol. Pretendo lançar no Brasil até meados de 2015.

Qual o papel de cada um dos dois na escrita do livro?

Não existe exatamente uma parte específica que cada um escreva. Todo o livro é feito com ideias e participação dos dois. Cada vírgula, cada detalhe é conversada antes e passa por ambas as mãos. Só assim poderíamos garantir a unidade da obra. Nossa principal preocupação é que o leitor, ao ler a história, tenha essa sensação de unidade e não a de que está lendo algo que foi escrito por duas pessoas diferentes.

Como se sentem ao ver seu livro sendo lido e admirado por tantas pessoas?

É realmente gratificante saber que aos poucos os leitores da saga vão se tornando fãs e cada um que chega, trazendo um elogio novo, pedindo um autógrafo ou uma foto conosco, nos inspira ainda mais.

Vocês têm alguma dica para quem quer começar a escrever?

Não tem muito o que dizer de diferente. Não existe mágica. Todos os autores repetem o mesmo porque é assim que funciona. Não desista. Você tomará muitos nãos, mas tem que acreditar e seguir em frente. Parece um conselho simplista, mas é a mais pura verdade. Não é fácil e o caminho é ardiloso. Você se aperta de um lado e do outro, e pensa que não vai dar, mas quando você está quase desistindo surge alguém que reconhece o seu trabalho.

Muito Obrigada Cátia e Johnatan por compartilharem conosco um pouco de sua sabedoria  e desejo a vocês muito  sucesso. 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário