Resenha: Samantha Sweet, Executiva do lar

10:53



Oi pessoal, já tinha um tempinho que eu não falava sobre chick lits aqui no blog, na realidade esse livro que vou resenhar hoje eu já li há algum tempo, mas fiquei enrolando e não resenhei, quem nunca ... kkkk, esse livro foi lido para aquele desafio Fuxicando sobre chick lits o qual participo todo ano. Confira a resenha.
Resenha
     Samantha Sweet é uma advogada brilhante que vive só para o trabalho, uma verdadeira workaholic, daquelas que não tem tempo para nada, que trabalha até nos finais de semana e tudo é uma correria danada, até que um dia ela percebe que cometeu um erro monumental.
    Ela esqueceu de redigir um contrato milionário de uma empresa cliente, na realidade Samantha é uma desorganizada a mesa de trabalho dela era muito bagunçada, vivia sendo repreendida pelos chefes  e quando ela resolve que vai por tudo em ordem na vida e no local de trabalho, ela encontra no meio da bagunça uma pasta com um contrato que precisava ser redigido e já havia passado do prazo.
    Samantha surtou, não podia simplesmente anunciar para seus chefes os quais estavam prestes a promovê-la como sócia da firma, não podia simplesmente contar que havia cometido um erro básico e elementar que colocaria em risco 50 milhões de libras de um dos seus clientes.
    Ela havia trabalhado com afinco por anos para conseguir a promoção que estava prestes a alcançar, era seu objetivo de vida, simplesmente vivia para isso, para seu trabalho, a pressão foi tanta que ela não aguentou e surtou.
    Saiu como uma louca sem eira nem beira a vagar por Londres até parar em uma mansão cujos donos nem conhecia e onde se viu aceitando um emprego de empregada domestica. O problema é que Samantha é uma negação com serviços domésticos, não sabia nem fritar um ovo que dirá saber sobre o funcionamento de uma casa.
    Para conseguir o emprego ela acaba inventando um monte de mentiras e depois fica com remorso, pois seus patrões são pessoas maravilhosas e a acolhem muito bem de tal forma que ela não sabia como dizer não a eles, além disso tinha o fato de ela não querer dar as caras em Londres e rever seus colegas, esse novo trabalho e essa nova vida totalmente distinta seria como uma espécie de fuga da realidade.
    Desse modo ela começou o trabalho não sabendo nadica de nada, gastava metade do seu salário comprando as comidas para dizer que foi ela quem fez, até que um dia não dá mais e quase acontece um desastre na cozinha e acaba sendo salva pelo jardineiro muito Sexy que saca na hora que ela não é cozinheira top nem nada o tipo, ele acaba ajudando ela nesse processo e Nathaniel acaba sendo seu anjo da guarda nessa nova vida.
    Samantha acaba se dedicando tanto a esse novo trabalho que lhe proporciona as maiores alegrias da vida e aventuras todos os finais de semanas, o que não ocorria no seu antigo emprego em Londres. Nathaniel esta presente nessas aventuras e os dois acabam vivendo um belo romance.
    Se ficou curioso para saber o desenrolar desse chick lit é uma boa oportunidade para lê-lo.

Minha opinião
     Vocês que me conhecem já estão carecas de saber que eu adoro a Sophie kinsella, que adoro chick lits e esse não poderia ser diferente. Samantha é uma obcecada por trabalho daquelas que passam horas no trabalho, que não cuidam da aparência, que demora anos para comprar um sapato ou um par de roupa, daquelas que não passam uma gota de maquiagem no rosto e que não cortam o cabelo há anos.
    Acho que ela deveria conhecer a Beckie Bloom que são definitivamente opostas, mas uma teria muito a acrescentar na vida da outra kkkk, quem não sabe do que estou falando leia a resenha de Delírios de Consumo de Beckie Bloom um dos livros de maiores sucessos da Sophie kinsella.
    Digamos que esse livro não foi o meu favorito da autora, foi divertido, com um começo instigante, mas achei o desenrolar dos fatos muito sem graça, a história tinha tudo para ser ótima, mas foi somente boa. Acho que o desenrolar não correspondeu às expectativas por não ser tão bem elaborado, até o romance não foi tão instigante como eu havia imaginado que seria.
     O começo até mais da metade do livro foi ótimo, ri muito com as trapalhadas da Sam me apaixonei pelo Nathaniel junto com ela, mas realmente esperava um desfecho mais elaborado para a história. Depois de ouvir tanta gente falando maravilhas desse livro eu criei uma expectativa muito alta, confesso que me decepcionei um pouco.
    É um livro divertido sem grandes emoções, mas bom o suficiente para distrair. Minha nota fica sendo 4 estrelinhas no skoob e 8,5 no meu conceito, recomendo para quem gosta de ler chick lits e histórias leves.
    Esse livro fez parte do meu desafio Fuxicando sobre Chick lits e o desafio cumprido foi “Ler um chick-lit de um(a) autor(a) best-seller”
Desafios
Ler um chick-lit que seja seu primeiro contato com o autor em questão;
Ler um chick-lit que não tenha nada na cor rosa na capa;
Ler um chick-lit que tenha a capa azul;
Ler um chick-lit escrito em formato de emails, cartas e/ou mensagens;
Ler um lad-lit (chick-lit protagonizado por um homem);
Ler um chick-lit de um(a) autor(a) best-seller;
Ler um chick-lit nacional;
Ler um chick-lit que seja o primeiro livro de uma série;
Ler um chick-lit que tenha ligação com filmes (pode ter sido adaptado para o cinema ou pode conter essa temática no enredo);
Ler um chick-lit com um coração na capa;
Ler um hen-lit (chick-lit protagonizado por uma personagem com mais de 40 anos);
Ler um chick-lit narrado em terceira pessoa.


Comente o que achou da resenha, se já leu o livro se gostou ou não, em fim um grande beijo e até a próxima.

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DE:

3 comentários

  1. Já li/vi tantos bons comentários a respeito desta autora, que só aumenta minha vontade de ler alguns livros dela. :) Recomenda algum bom para começar?

    Beijos
    http://entrechasecafes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo muito O Segredo de Emma Corrigan, foi o melhor dos melhores que li dela até agora Renata.

      Excluir
    2. Opa, irei procurar por este então!
      Muito obrigada pela indicação! :)

      Excluir