Resenha Nacional: Intimidade - Alexandre Figueiredo

08:07

    Rodrigo e Alan estão com problemas. Assim como todo casal, o relacionamento entre eles acaba de sair da fase ''lua de mel'' e nada mais é tão mágico como costumava ser. Eles namoram a mais de seis meses e, assim que se viram pela primeira vez, a atração foi mútua. 

    Entretanto, meses depois, Rodrigo percebe que Alan não é mais o mesmo; é como se o relacionamento estive acontecendo de forma automática e não de forma natural e sincera. 
    Rodrigo é centrado, trabalhador, encantador, inteligente e completamente apaixonado por Alan. Desde que conheceu-o, conseguiu mudar a vida de Alan para melhor, ajudando-o a se livrar de vícios que o faziam mal e a passar para uma boa faculdade, incentivando seu crescimento pessoal. 
    Alan é o que gosto de chamar de ''lobo em pele de cordeiro'' - não me entendam mal, apenas leiam o livro e tirem suas próprias conclusões. O amor que sente por Rodrigo é palpável, sem sombra de dúvidas; mas o modo como se deixa influenciar por outras pessoas, deixando-o de lado, é incrivelmente irritante.
    A primeira cena que nos deparamos ao abrir o livro é a de Rodrigo fazendo seu turno na loja de conveniência em que trabalha, onde recebe uma mensagem de Alan, que estava em uma festa com amigos, dizendo sentir saudades quando, na verdade, estava fazendo aquilo que prometera nunca mais fazer: fumar maconha. Não que Rodrigo fosse um tirano, apenas se preocupava com o bem-estar de seu companheiro.
    Nesta mesma noite, Alan reencontra um antigo flert que faz questão de deixar explícito seu interesse por ele, o que acaba abalando-o e o fazendo lembrar de sua vida antiga, quando não tinha que dar explicações a ninguém sobre o que fazia ou o que colocava em seu corpo. E é a partir deste pensamento que as coisas começaram a mudar.
    Alan, a cada dia que passa, começa a se sentir manipulado e preso por Rodrigo, ele sente que o relacionamento entre eles virou uma hierarquia, e que Digo (apelido carinhoso de Rodrigo) está no topo da piramide. Esses pensamentos fazem com que ele, aos poucos, comece a se perguntar que diabos está fazendo em um relacionamento, quando poderia muito bem estar curtindo sua juventude. 
      Rodrigo começa a perceber certas mudanças em Alan, sendo o afastamento uma delas. Ele começa a se sentir inseguro e tudo só tende a piorar quando descobre que seu parceiro anda tomando remédios para se exitar durante as relações sexuais.
      Durante a trama somos apresentados a personagens secundários que farão total diferença na vida dos personagens e o rumo que elas seguirão; dentre eles, está Henrique, melhor amigo e admirador secreto de Rodrigo, e Karla, uma garota um tanto perturbada e com aquele de mistério.
     Uma estória encantadora que nos faz refletir sobre o real sentido de intimidade e o quanto ela influência em todos os aspectos de nossa vida.


Minha opinião
    Terminei de ler esse livro em exatas quatro horas e, por incrível que pareça, a ficha ainda não caiu. O livro é simplesmente inspirador e nos mostra o real significado da palavra intimidade. 
Rodrigo e Alan são pessoas completamente opostas, mas ao mesmo tempo são tão iguais que é quase impossível compreender este relacionamento. 
    O autor me fez entende que a intimidade não se trata apenas e unicamente de sexo; intimidade é conhecer o outro, é saber o significado de cada olhar, de cada toque e, principalmente, intimidade é conhecer seu parceiro tão verdadeiramente quanto conhece a si mesmo.
   Rodrigo é gentil, romântico e tem excelente caráter. Ele é, de longe, meu protagonista favorito e foi um prazer poder conhece-lo e presenciar seus melhores - e piores momentos.
    Alan, por outro lado, me deixou put*ssa da vida. Para mim, ele foi estupidamente egoísta durante metade do livro; e na outra metade, um verdadeiro idiota. 
    Minha parte predileta foi, sem dúvida alguma, o final! Além de criar um desfecho surpreendente, o autor ainda conseguiu passar a mensagem de que todos nós merecemos a chance de sermos felizes, nem que para isso precisemos deixar algumas pessoas para trás e seguirmos com nossas vidas; afinal, o que não nos adiciona em nada, deve ser cortado. 
    Esse foi o primeiro livro que li de Alexandre Tavares, mas já estou ansiosa pelo lançamento de futuras obras. ( E já que estou tocando neste assunto, não seria nada mal se em um futuro breve, fosse escrito um livro sobre a vida de Karla e suas conquistas amorosas).
    Um ótimo livro para aqueles que estão passando pela fase pós-término de relacionamento; uma obra inspiradora e incrivelmente bem escrita. Não é nem preciso dizer que super recomendo, certo?

5 Motivos para ler:
1° O livro não é nada cliclê, e garanto que irá se surpreender com o rumo que as coisas tomam.
2° O autor expõe ao leitor os verdadeiros problemas de um casal - seja LGBT ou não - enfrentados no decorrer de uma relação.
3° O título do livro faz jus a história; somos apresentados ao que eu acredito, ser a verdadeira intimidade.
4° Com menos de 200 páginas, o livro cabe em qualquer lugar - até mesmo naquele espacinho mínimo da sua mochila.
5° Apesar de ser uma editora ainda em crescimento, o cuidado com o livro foi divino. A diagramação e a ortografia estão simplesmente perfeitas!

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DE:

0 comentários