domingo, 4 de dezembro de 2016

Resenha Nacional: A página Certa - Laplace Cavalcanti


Resenha:
Cláudia é um total fracasso quando o assunto é amor. E, com fracasso, quero dizer que ela nunca sequer teve um amor  ou alguém que, no mínimo, fizesse as batidas de seu coração acelerarem. O problema em sua falta de relações amorosas? Ela é uma escrita de romances e, sem vivenciar um, é quase impossível de suas histórias venderem. Afinal, quem é que compraria estórias de amor de alguém que sequer vivera uma?

Sua editora se perguntava a mesma coisa, e foi exatamente essa indagação que causou sua demissão.
Desempregada, com dezenas de livros parados e sem nenhum indicio sobre como recomeçar sua carreira, Cláudia está desesperada para encontrar uma nova editora que estivesse disposta a publicar seus romances ou, no mínimo, um emprego que possibilite pagar todas as contas que parecem não ter fim. Ela só não esperava que fosse conseguir juntamente com um emprego, uma bagagem imensamente grade de problemas.
Renato, se visto de longe, aparenta ser um empresario de sucesso e comprometido com seu trabalho. E isto é uma meio verdade, afinal, ele é um empresário e dirige a custo a empresa deixada por seu avô. Mas afirmar que o mesmo é comprometido com seu trabalho é dar um tipo no próprio pé - e Marcos, seu motorista/melhor amigo/salvador da pátria, que o diga. Todo e qualquer assunto que contenha a palavra compromisso é capaz de causar um derrame em Renato. Compromisso significa namoro e namoro, consequentemente, resultará em casamento, o que gerará gastos e que, provavelmente, seriam custeados pelo empresário. Sendo assim, a perspectiva de ser um solteirão lhe parecia extremamente agradável. Mas há algo que Renato odeia mais ainda do que gastar seu precioso dinheiro: perder uma aposta - ainda mais se a mesma puder lhe trazer ainda mais dinheiro. E é exatamente neste ponto em que sua vida se cruza com a de Cláudia.
Duas pessoas completamente diferentes: uma movida pelo amor, e outra, pelo dinheiro. Teria alguma probabilidade disto dar certo? 


Minha opinião:
Sempre que estamos envolvidos com uma história, ficamos imaginando um possível final e, é claro, torcemos para que ele se realize da maneira que pensamos. E foi exatamente assim durante toda a leitura; conheci os personagens, suas manias e loucuras e, antes mesmo de chegar a metade do livro, já estava contando que a história acabaria de tal maneira. Entretanto, fui total e completamente surpreendida pelo autor e, por incrível que pareça, ficou melhor do que eu jamais poderia imaginar.
Renato é o tipo de personagem que nos faz ter vontade de entrar no livro e dar-lhe umas boas bofetas - se bem que Beatriz já cumpre este papel por nós. Além de possuir o ego do tamanho do everest, ele é incrivelmente mesquinho. 
Cláudia é minha personagem favorita, e não apenas por ela acreditar no amor e ser fiel a ela mesma, mesmo que isso a faça perder contratos profissionais. Além de ser uma romântica incurável, ela é incrivelmente talentosa - mesmo que este aspecto não seja tão trabalhado no livro-  e sonhadora. Apesar de um pouco indecisa quando se trata de sua vida pessoal, ela é bem decidida em seu âmbito profissional, e sabe o que quer.
Uma das características que mais me apaixonaram no livro, foi o fato de o autor explorar bem os personagens secundários, sem os deixar em segundo plano. Marcos, Beatriz e Fabiana fizeram total diferença no decorrer da história.
A unica critica que tenho a fazer é em relação a construção dos personagens. Apesar de me sentir familiarizada com Renato e Cláudia, o autor não nos dá detalhes sobre suas vidas e sobre o passado dos mesmos o que, com toda a certeza, traria maior empatia em relação aos mesmos.
Usando a dose certa de humor, e transformando o que era para ser algo clichê em algo sensacional, Laplace conseguiu conquistar meu coração - e espero, do fundo do mesmo, que consiga conquistar o seu!


5 Motivos para ler:

- A escrita do autor é simplesmente maravilhosa.
- O livro nos mostra em partes a realidade de um autor nacional e sua luta para se manter no meio literário.
- Os personagens são uns amores! Não nenhuma vilã(o) para odiar, o que nos deixa com ainda mais vontade de reler o livro Haha.
- Apesar de se parecer com aquelas histórias clichês onde tudo caminha na direção em que pensamos, o final é simplesmente inovador.
- O autor conseguiu colocar em poucas páginas, uma história divertida, romântica e um pouco dramática ao mesmo tempo o que, no meu ponto de vista, o torna um gênio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário