quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Resenha: Enganar um Deus - Wagner RMS


   Estamos no século 23 e a humanidade conseguiu evoluir a um ponto utópico que é difícil de acreditar. A AIDS foi curada, o câncer é controlado e as doenças que surgem são tratadas e extintas rapidamente. O acumulo de riqueza foi destruído e o capitalismo segue vigente com o intuito de trazer novas tecnologias para o bem-estar da população e não mais riqueza. 
     Tudo parece estar perfeito... Mas no século 20 houve um incidente extraterrestre que ocasionou na criação da Agência Internacional Código 7 que trata justamente desses assuntos que se tornaram um mistério para a humanidade. Não estamos sozinhos.

 Minha opinião
    Wagner foi muito feliz na criação do seu enredo. Poder ver um cenário futurista sem ser apocalíptico, temática em voga atualmente, me animou bastante para devorar a obra em poucas horas (que tentei estender por dias, mas falhei).
    O livro é bem introdutório. Divido em cinco partes, conhecemos bem superficialmente e misteriosamente quatro personagens - Marcus, Borges, Jussara e Milena - que acredito fielmente ter papel fundamental no desenrolar da série nos próximos volumes. Milena é a personagem que mais me agradou e o conflito em que a mesma se mete me causou grande aflição e desejo de saber como será o desenrolar da sua história.
      Tive a sensação que o autor Wagner brincava na escrita, adotando diferentes estilos para cada personagem. Marcus é o personagem mais misterioso e juntando a poética do autor fica quase impossível sabermos quem é esse homem misterioso.
    Gostei bastante de saber da existência de um controle espacial e isso tudo é explicado na Introdução que foi feita por Fabio de Almeida Farzat. O ar de ficção científica é muito presente então só posso dizer que minhas expectativas se tornaram altas com essa série. Wagner me tem nas mãos esperando pela continuação!
      O livro é publicado fisicamente de maneira independente pelo autor utilizando a plataforma Clube de Autores. O formato que recebi para leitura é pocket que me permitiu levar para qualquer lugar e guardar até no bolso da calça! As páginas são brancas e o tamanho das letras são médios. Mesmo com o branco das páginas você devora a obra em poucas horas pela fluidez presente na escrita do Wagner RMS. Só tenho a agradecer pela oportunidade de leitura.
 5 Motivos para ler Enganar um deus:
1º Visão utópica: é muito interessante ver o caminho que o autor decidiu criar para a humanidade, retirando a moda atual de ter um futuro apocalíptico eminente.
2º Extraterrestres: nesse primeiro volume o foco não é eles, mas só de ter uma prova que haverá muitos nos próximos volumes fico já animado. Para quem gosta de enredos bem a la Independence Day vai curtir C7i.
3º Personagens misteriosos: por ser um livro introdutório muito mistério ronda sobre os personagens apresentados, com destaque para Marcus que parece ter sido tomado para o "lado negro da força" (trocadilho).
4º Fluidez: fico feliz em ver um autor nacional conseguir transmitir essa sensação, isso demonstra que nossa literatura está evoluindo se comparada a antigamente que a leitura não era entendida por todos.
5º Lacunas: adoro lacunas, mas quando elas são respondidas. Enganar Um Deus tem milhares delas que espero poder ver preenchidas nos próximos volumes.
Não se esqueça de deixar um comentário sobre a resenha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário