Resenha: Coração de Aço - Brandon Sanderson

05:20



    E se a Terra fosse governada por humanos com superpoderes? E se existisse pessoas que só de apontar o dedo para você te desintegraria?
    Esse é o mundo em que David Charleston cresceu.
   Tudo começou quando ele tinha oito anos de idade e presenciou a morte de seu pai dentro de um banco. Sendo o único sobrevivente do ocorrido, ele jurou vingança, jurou matar o mais poderoso Épico existente: Coração de Aço.
  Da noite pro dia, alguns humanos despertaram com poderes sobrenaturais, muito se pesquisou para saber o que motivou a tal mudança física, se foi testes biológicos que fugiram do controle ou apenas um meteorito alienígena que veio para trazer mudança aos humanos.
   A única certeza é que esses afetados foram chamados de Épicos e decidiram destruir todos os alicerces das sociedades; ou você os obedece ou morre. Simples assim.
  Agora tendo 18 anos, David se tornou um expert em analisar Épicos. Ele passou anos fazendo pesquisas e reunindo provas dos pontos fracos dessas pessoas pois qualquer um possui um ponto fraco desde os mais ridículos até os impossíveis, Coração de Aço é um que é conhecido por não ter um ponto fraco tanto que por causa disso se tornou o rei da Nova Chicago.
   Infelizmente, David não pode sozinho fazer Coração de Aço sangrar, ele precisa dos Executores.
Minha opinião
    David sem sombras de dúvida é um jovem na puberdade com todos os hormônios a flor da pele, arrisco a dizer que esses hormônios o emburrecem em certos momentos.
    Fiquei agradecido pelo autor criar uma personalidade condizente com a idade do protagonista pois o tanto de histórias que leio com crianças sendo adultos que já estou saturado e desanimado, mas Brandon Sanderson conseguiu me levantar do pessimismo.
   Com pensamentos a toda hora tentando criar metáforas boas, David é um personagem que você acaba soltando risada das atitudes juvenis que ele nos proporciona. Claro que senti muito ódio dele em incontáveis momentos, principalmente quando julgava a forma de pensar dos outros.
  Cego pela vingança, David não pensa nas consequência dos seus atos e isso é o grande defeito que o autor mostra, ninguém é perfeito e David.
   Executores são um grupo de humanos que decidiram combater pequenos Épicos a fim de extinguir esses vilões sanguinários da face da terra. Com tecnologias de deixar qualquer amante da ficção cientifica babando, me vi apegado a alguns personagens que compõem o time: Abraham, Tia e Cody. <3
    Prof e Megan completam o time dos Executores mas ambos não me cativaram mesmo tendo papéis essenciais para toda a trama da obra.
    Os cenários são muito bem construídos e as cenas de ação me deixaram com o coração na boca de tanto que torcia para nenhum mal acontecer aos personagens que gostava.
    A crueldade humana é escrachada de maneira crua pelo autor, não duvido que se humanos tivessem poderes iriam usar para o mal.
   Um ponto negativo da obra é o fato do Brandon Sanderson exagerar na explicação das armas e o alcance dos tiros, eu vejo isso como desnecessário, somente um extra para os amantes de armas de fogo, não os leitores. Ah, outro ponto é fato dos Épicos terem pontos negativos tão aleatórios e sem sentido que me deixou um pouco frustrado com a burrice de suas mortes.
   Possuindo uma capa digna de animação, Coração de Aço se divide em quatro partes muito bem elaboradas, prólogo e epílogo. As páginas são amareladas e a fonte das letras é num tamanho confortável, permitindo uma leitura - aliada a escrita fluída e de fácil entendimento - rápida e prazerosa.
   Recomendo a todos os fãs de HQs, mundo distópico e ficção científica. E para os que querem adentrar nesse mundo fica a dica dessa obra como leitura inicial.

Motivos para ler Coração de Aço:
1-Idades realistas: os personagens condizem com suas idades, nenhum momento senti algum deles mais maduro do que devia.
2-Tecnologia avançada: fiquei bastante surpreso com os equipamentos que o autor apresenta. Definitivamente queria possuir um tensor!
3-Romance fora de foco: mesmo o protagonista tendo uma forte paixonite por uma personagem aí essa relação não se tornou o foco da obra, o autor até parecia querer tornar nas últimas páginas mas falhava.
4-Realidade da natureza humana: a atitude dos Épicos não é incomum, é aceitável e completamente compreensível.
5-Poderes surreais: mesmo sendo não muito originais, o poder dos Épicos me deixou de boca aberta e torcendo para nunca topar com um na rua.
Gostou da resenha? Deixe um comentário para nós.

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DE:

0 comentários