quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Resenha Nacional : Águia Assassina - Warley Torres


E se existisse um animal que tivesse o mesmo tamanho e a mesma força do Godzilla? De um dinossauro? Do King Kong?
Bom, existe e ela é a Águia Assassina.
A sua origem é um mistério, mas de uma certeza temos: ela mata tudo que tem vida!
Ygor e seus amigos não esperavam ser alvos de um ser tão voraz e definitivamente não desejaria tal destino nem para os seus piores inimigos.
De formar a recriar aquele terror predominante dos filmes antigos onde animais gigantes eram os vilões da humanidade, Warley Torres apresenta um cenário sangrento e aterrorizante para os habitantes de Nova York.

Minha opinião
Para os fãs de Godzilla, King Kong e a eterna trilogia clássica Jurassic Park, Águia Assassina cumpre com o seu papel e apresenta um animal totalmente desprovido de sentimentos. Sua única sede é matar e destruir os humanos com suas garras afiadas.
O cenário que o autor usa é Nova York e o protagonista é o jovem Ygor que recusando viajar com a mãe, por um motivo fútil, acaba se tornando alvo da Águia Assassina na festa de aniversário da garota por quem tem uma queda: Hilary.
Não se sabe o porquê mas a família da Hilary é um dos alvos da Águia que tenta matar todos sem dor nem piedade, quem tiver no seu caminho será destruído.
O mistério ronda a existência desse ser maligno que só causará terror para os habitantes de NY.
Os personagens são bem reais para as suas idades. Ou seja, não fique surpreso em vê-los tendo atitudes bestas e desejos fúteis, são os hormônios da idade.
E quando acreditei que havia tremendo furos no enredo o autor tratou de fechar alguns com um final para lá de agonizante.
É fácil se ver torcendo para que os protagonistas sobrevivam até porque todo mundo ao redor deles parece morrer.
Os únicos pontos negativos do enredo é a construção das falas que ou são clichês em certos momentos ou tratam o outro personagem como alguém burro. Ah, e o outro ponto negativo é a discussão se a Águia é um falcão ou uma águia-americana, essa discussão se torna desnecessária visto que o intuito de todo enredo é sobreviver a fúria desse animal.
De capa imponente, a obra possui espaçamento e fonte das letras grandes, aliado a páginas amareladas que permitem ao leitor devorar a obra em pouco tempo (no meu caso foi em um dia só!).

Motivos para ler Águia Assassina:
1-Ressurgimento de animais gigantes como vilões: fazia tempo que o mercado editorial literário necessitava de animais como a Águia Assassina para ressurgir aquele sentimento de terror que os filmes antigos despertavam em seus espectadores.
2-Cenário caótico: como um bom livro de ação os cenários caóticos condizem com a situação enfrentada pelos personagens.
3-Mistério: para quem gosta da sensação de aflição por conta de mistérios essa obra é um prato cheio.
4-Mortes sangrentas: horror é o que mais tem na morte das pessoas pelas garras afiadas da Águia.
5-Tecnologia avançada: em um momento do enredo o leitor verá uma tecnologia que se existisse traria experiências de vida fantástica para a vida de qualquer um.
Gostou da resenha? Deixe um comentário para nós!

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário