sábado, 25 de março de 2017

Resenha: Pecados no Inverno - Lisa Kleypas

    Olá leitores, tudo bem com vocês? Hoje a resenha é de romance de época e o livro da vez é Pecados no Inverno da Lisa Kleypas, já leram?
    Caso ainda não tenha lido confira a resenha para saber do que se trata e a minha opinião sobre a obra, se já leu não deixe de conferir o que eu achei e de me dizer se sua opinião é a mesma que a minha.

    Pecados no Inverno da Autora Lisa Kleypas é o  terceiro livro da série As quatro estação do amor publicado pela editora Arqueiro em 2016, já tem resenha dos do primeiros livros aqui no blog Segredos de uma noite de verão e Era uma vez no outono
    Quem acompanha a série já deve saber que nesse livro teremos a história da Evie, a garota mais tímida do grupo das flores secas, quem ainda não conhece a série ela vai narrar as histórias de amor de um grupo de garotas que estão beirando a solteirice.
    São jovens damas muito bonitas que de alguma forma não se encaixam nos padrões da Sociedade Londrina do século XIX, uma por ser muito pobre, duas por não ter origem nobre, pois ascenderam socialmente em função do trabalho da família e a Evangeline Jenner mocinha desse livro é muito tímida e ainda por cima gagueja.
    Quem conheceu a Evie nos outros volumes da série tomou um susto com a transformação da moça, que foi de ratinha tímida e gaga para uma mulher de fibra e personalidade, capaz de lutar por aquilo que acha correto.
    O pai de Evie fez fama e fortuna como jogador, construiu um clube para cavalheiros que por sinal é o melhor estabelecimento de Londres, a mãe da jovem era uma moça de origem nobre e sua família jamais apoiou a união, quando a mãe morre a garota se vê obrigada a ir morar com seus parentes.
    Sua vida foi um inferno, cresceu sendo reprimida, não podia ir visitar seu pai com a frequência que gostaria, pois sua família não considerava certo uma jovem ser vista em um antro de jogatina. A medida que o tempo foi passando as visitas ao pai se tornaram menos frequentes até deixarem de existir, no entanto as noticias de que seu pai esta muito doente acabam chegando até ela.
    Sua tia sabendo que o pai de Evie esta nas ultimas, proíbe terminantemente que a garota o visite, mas caso seu pai chegue a falecer ela herdará a enorme fortuna que ele construiu na mesa de jogo e sua tia para não perder essa bolada acaba obrigando a jovem a se casar com o gordo e feio primo Eustace. 
    Mas Evie sabia que mesmo se casando com o primo ia continuar  naquela vida medíocre e não ia ter a chance de ver seu pai pela ultima vez. Mas a garota tímida e reprimida decide que as coisas não vão ser desse jeito, que fará até mesmo o impossível para estar com o pai nos seus últimos momentos.
    Reuniu toda coragem que jamais pensamos que ela teria e resolveu bater na porta do maior e mais dissoluto dos libertinos de Londres, o Lord St.Vincent. Conhecemos o referido Lord no livro anterior. 
    Sabemos que ele é belo como o pecado, muito charmoso e encantador, mas não vale o chão onde pisa, inclusive muita gente que leu o livro anterior ficou com muita raiva dele por causa de algumas atitudes que ele teve no final de Era uma vez no outono.
Sebastian, lorde St. Vincent, era o oposto do amante de seus sonhos. Não havia nada de bom, gentil, sensível ou amoroso nele. Era um predador que gostava de brincar com sua presa antes de devorá-la. 
    Evie sabe que ele é um canalha da pior especie, que ele quase arruinou as chances de uma de suas melhores amigas de ser feliz, mas ela também sabe que St. Vincent esta falido e que é capaz de topar tudo por dinheiro,  ele estava a venda e ela iria compra-lo nem que isso fosse a pior besteira que cometeria em toda a sua vida.
    Sebastian St. Vincent a principio não acredita  que a garota que esta na sua frente, a tímida gaguinha do grupo das flores secas esta lhe fazendo uma irrecusável proposta de matrimônio, ela esta disposta a oferecer toda a fortuna que herdará do pai, a qual Sebastian bem sabe que é uma enorme quantia. Em troca ele  devia lhe oferecer sua proteção e a liberdade necessária para que ela passe junto com o pai os últimos momentos que ele tem de vida.
    Sebatian acaba aceitando a proposta, a final não havia saídas para ele, estava pobre e era capaz de atos muito desesperados para manter o padrão de vida que tinha antes, era um libertino acostumado a farras, estilo de vida luxuoso e mulheres belas e caras, além do mais a proposta que a Srta. Jenner lhe oferecia era muito vantajosa, ele teria sua vida de volta.
    Mas a vida surpreende tanto Evie quanto St. Vincent a medida que vão se conhecendo melhor e percebendo que ambos tem qualidades que jamais sonharam que o outro tivesse.
Atônita, Evie o encarou.- Você está... com ciúme?As feições de Sebastian refletiram seu súbito embaraço.- Sim - disse rispidamente. - Parece que sim. E, lançando um olhar para Evie de perplexidade e irritação, saiu do aposento.
    Recomendo a leitura para aqueles que apreciam um bom romance de época, com casais totalmente improváveis, mas que acabam se revelando perfeitos um para o outro.

Minha opinião
    Eu simplesmente adoro um bom romance de época com mocinhos libertinos, mas libertinos mesmo como o St. Vincent, não aqueles pseudo-libertinos que na realidade são perfeitos cavalheiros.
     Mas o Sebastian apesar de toda a sua beleza avassaladora e charme encantador me fez ficar com um ódio violento no final do segundo livro da série por conta das canalhices que ele fez, mas nada como uma mocinha porreta como a Evie para colocar ele na linha.
    A Evie realmente coloca o cabresto nele quando decide que as coisas vão acontecer do jeito que ela quiser. O St. Vincent realmente precisava de uma mulher como a Evie para lhe mostrar que a vida que ele levava antes era extremamente vazia, que sua beleza e o seu charme não são as únicas coisas boas que ele tem.
     Amei a evolução de ambos os personagens nesse livro, não pensei que a Evie fosse se revelar uma mocinha tão forte, decidida e confiante como se tonou, nem que o Sebastian se transformasse de vilão a príncipe encantado, compreensivo e amoroso no qual se transformou.
    Pecados no inverno se  tornou o livro favorito da maioria das pessoas que leram a serie, eu adorei a escrita da autora nesse livro que diferente dos outros é mais focado nos dois personagens principais e não tem tantas aparições dos personagens secundários como teve nos dois volumes anteriores, no entanto o segundo livro ainda continua sendo o meu favorito e esse acabou ocupando o segundo lugar, apesar de ter amado muito.
    Como eu disse anteriormente recomendo demais essa obra, aliás a série inteira é excelente para aqueles que estão se aventurando pela primeira vez nesse universo encantado dos romances de época, garanto que essas histórias vão ganhar o seu coração assim como ganhou o meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário