sábado, 5 de agosto de 2017

Resenha; A última camélia - Sarah Jio



Autor: Sarah Jio
Páginas: 301
Ano: 2017
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance/Mistério
Adicione: Skoob Aqui
Nota: 9,00
**Livro enviado pela editora para resenha**
Sinopse
Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, o último espécime de uma camélia rara, a Middlebury Pink, esconde mentiras e segredos em uma afastada propriedade rural inglesa.
Flora, uma jovem americana, é contratada por um misterioso homem para se infiltrar na Mansão Livingston e conseguir a flor cobiçada. Sua busca é iluminada por um amor e ameaçada pela descoberta de uma série de crimes.
Mais de meio século depois, a paisagista Addison passa a morar na mansão, agora de propriedade da família do marido dela. A paixão por mistérios é alimentada por um jardim de encantadoras camélias e um velho livro.
No entanto, as páginas desse livro insinuam atos obscuros, engenhosamente escondidos. Se o perigo com o qual uma vez Flora fora confrontada continua vivo, será que Addison vai compartilhar do mesmo destino?


↠↞
Oii leitores, tudo bem com vocês?
Hoje eu trago a resenha desse livro lindo e maravilhoso, que é uma mistura de romance de época com romance contemporâneo e ainda por cima tem alguns mistérios a serem resolvidos.

A  ultima camélia da autora Sarah Jio, foi publicado pela editora Novo Conceito nesse ano de 2017. A história é narrada sob dois pontos de vista, com capítulos alternados entre a história de Flora que esta ambientada em 1940 e a de Addison que vai se passar nos anos 2000. A princípio essas duas histórias não tem nada a ver uma com a outra, mas depois elas acabam se complementando.
A maior parte da trama do livro, tanto a de 1940 quanto a de 2000, esta ambientada  na mansão Livingston, uma grande propriedade na Inglaterra, um lugar belíssimo, mas que guarda muitos segredos misteriosos.  Essa propriedade também é conhecida pelo enorme jardim de camélias, com flores raras de todas as espécies, mas uma em especial vai unir essas duas histórias, a Camélia Middlebury Pink, uma espécie raríssima que só existe na mansão Livingston.
No primeiro lado da história nós vamos conhecer a Flora, jovem filha de padeiros e apaixonada por botânica, que para salvar o negócio dos pais ela acaba aceitando a proposta de um renomado ladrão de flores, para se infiltrar na Mansão Livingston e roubar o ultimo espécime da Camélia Middlebury Pink.
 Apesar de ser contra esse tipo de coisa, Flora não tem outra alternativa se não aceitar cometer esse crime.
Só que não vai ser nada fácil entrar na mansão e roubar a flor sem que ninguém perceba, para isso ela teria que trabalhar por um tempo como babá dos filhos de Lord Livingston, até ganhar a confiança da família e poder circular livremente pela propriedade. Como se não bastasse o desafio de encontrar uma flor que raramente florescia, ela também se vê envolvida em uma trama familiar, muito da macabra.
A falecida esposa de Lord Livinston era quem cultivava as camélia, porém ao conversar com os empregados da mansão, Flora descobre que a Lady não era feliz no seu casamento, que tivera um fim trágico e muito suspeito. A cada dia que Flora passa na propriedade ela se vê ainda mais enredada nessa teia de mistérios que permeia a família Livingston, além de se apegar muito aos filhos do lorde e aos empregados da casa.
Na outra parte da história que irá se passar no ano 2000, nós iremos conhecer a Addison uma paisagista que esconde segredos muito perturbadores sobre seu passado, ela é esposa de Rex, cuja família comprou a mansão Livingston há pouco tempo.
 Após sofrer ameaças e perseguições constantes de um homem que fez parte do seu passado, Addison acaba aceitando o convite do marido e passar algum tempo na mansão, assim ela se livrava por um tempo das ameaças do sujeito.
Chegando à mansão Addison fica fascinada com o lugar e aos poucos vai se inteirando dos mistérios que se passaram naquela casa no século passado. Ela inclusive, acaba descobrindo um antigo livro de Flora e decide pesquisar um pouco mais sobre os acontecimentos dos anos 40.
Porém, junto com a casa a família do marido também herdou a governanta, uma senhora que trabalhou para a família Livingston por mais de 60 anos e que vivenciou tudo o que aconteceu naquele lugar, entretanto a Sra.Dilloway era uma figura estranha e também uma grande fonte de informações sobre os antepassados da família Livingston.
Esse livro é repleto de mistério do começo ao fim, e eu como adoro essas tramas detetivescas me esbaldei na história. É aquele tipo de romance que você não quer largar enquanto não termina a leitura.
Eu adoro esse tipo de livro que conta a história de uma família antiga, seus perrengues, os crimes cometidos, por isso eu fiquei completamente fascinada por essa trama.  Esse é aquele tipo de livro que te faz se sentir dentro da história, participando das  reviravoltas que vão acontecendo.

Como disse anteriormente os capítulos dessa história são alternados ente a narrativa sob o ponto de vista da Flora e da Addson, uma se passando no passado e a outra no presente, além disso, os capítulos sempre terminavam em um momento super importante da trama, deixando-me super curiosa para saber o que iria acontecer, dessa forma ambos os ponto de vistas me fascinavam. Gostei muitíssimo desse recurso utilizado pela autora.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário