Resenha Nacional: O treinador do meu sobrinho - Vanessa Gramkow

Autor: Vanessa Gramkow
Páginas: 146
Ano: 2017
Editora: Ella
Gênero: New Adult
Adicione: Skoob Aqui
Onde Comprar: Amazon
Nota: 8,00
**Livros enviado pela autora para resenha.
Sinopse
Duda aprendeu que a vida não era fácil, mas nunca se deixou abater pelos obstáculos. Conhecida por sua personalidade ousada, ela valorizava sua própria liberdade acima de quaisquer sentimentos. A vida estava sempre sob seu controle... até seu sobrinho, o jovem tenista Igor, garantir-lhe que André, seu treinador, seria o “homem ideal” para ela. Duda não acha que precisa de qualquer relacionamento sério, aliás, aprendeu que o amor não existe para todos, especialmente não para ela. Por isso, tudo soava muito divertido quando Duda soube que finalmente conheceria o “tão mencionado” André; o problema é que o tal “homem ideal” era um babaca que parecia muito disposto a irritá-la. Agora, Duda precisará lidar com as expectativas românticas de seu sobrinho, a monitoria estressante de sua irmã mais velha, o confronto com seu próprio passado doloroso e a verdade de que nunca é tarde para aprender a amar.
↠↞

Olá leitores, tudo bem?
A resenha de hoje é de um romance nacional escrito pela Vanessa Gramkow e publicado pela editora Ella. Um livro divertido e bem rapidinho de ser lido. Ao contrário do que pensei no inicio da leitura ele não é hot, apesar de ter uma boa pitada de sensualidade (O que eu particularmente prefiro)
 Nesse livro nós vamos conhecer a Maria Eduarda, Duda para os íntimos (como ela mesma fala).  Uma mulher decidida, que faz o que quer quando bem desejar e não liga para o que os outros vão pensar.  Além disso, ela também costuma dizer que não acredita no amor, embora não dispense um bom sexo casual.
Confesso que no começo não me identifiquei muito com esse jeito desprendido  dela, mas ao longo da leitura pude perceber que na realidade ela é uma Romântica que tem medo de se aventurar no amor.
Geralmente quando nos deparamos com personagens assim, desacreditados no amor, é porque já sofreram por amor ou não tiveram seus sentimentos correspondidos. Mas no caso da Duda não é bem isso, seu ex-namorado era um homem perfeito e maravilhoso, tratava-a como uma rainha, mas o problema era que ela não sentia a mesma coisa por ele, amava-o como um amigo.
Após o término da relação Duda decide viver a vida do jeito que bem entendesse, abandonando a promissora carreira de modelo para se tornar fotógrafa, uma das suas maiores paixões.
A história começa com ela viajando para reencontrar a família e assistir um campeonato de tênis no qual seu sobrinho Igor, com quem ela tem muito apego, iria competir. Ela prometeu ao garoto que faria um book com as fotos que tirasse durante o campeonato. Em contrapartida Igor prometeu que apresentaria seu treinador e garantiu que ambos formariam um belo casal, claro que Duda não acreditou nessa parte de “belo casal”.

Porém mesmo antes de se conhecerem oficialmente, os caminhos de Duda e André acabam se cruzando e é antipatia à primeira vista, ao menos no caso da Duda. Ela o achou muito Playboyzinho mimado, embora fosse muito gato. Realmente, no começo o André demonstra uma postura de garoto inconsequente, com umas atitudes muito infantis.
“Sua imagem era do típico payboy que se acha por ser pegador e que deve, ainda, viver à custa dos pais, torrando todo o dinheiro recebido e agindo como um moleque.”
Mas conforme fui avançando na leitura fui me desfazendo as primeiras impressões negativas sobre o casal protagonista. Ao longo da narrativa é possível perceber a evolução de ambos e a maturidade que eles não revelaram no começo da história. Minha dica para quem também não se identificou com as personagens no começo do livro é que continue a leitura que vocês vão amá-los.
“Quando consigo controlar a minha respiração novamente, deixo escapar um sorriso descrente. Estou rindo de mim mesma, de como fui infantil em me deixar seduzir por um tipo daquele.”
Bom! Depois de ter me encantado com eles, de me identificar muito com as ações da Duda, ela vai e me faz uma “cagadinha”  básica do meio para o final da história, não posso revelar o que foi porque seria um baita spoiler, mas realmente deu vontade de entrar no livro e dar uns bons tapas na cara dela para ela acordar para a vida kkkk.
De um modo geral eu gostei desse livro, dei boas risadas, e apesar de ser uma história bem curtinha esta muito bem desenvolvida, pois a autora não deixou pontas soltas.  Recomendo a leitura para quem gosta de livros new adults ou chick lits, com personagens femininas que são donas de si.
Avaliação: Dei nota 8,5 para esse livro e 4 estrelinhas no skoob.
Quem tiver procurando uma leitura leve, divertida e rapidinha, se joga em “O treinador do meu sobrinho” e depois me conta o que achou.
Não se esqueça de me deixar um comentário me dizendo se já deu ou vai ler esse livro em breve e o que achou da resenha.
Deixei de considerar essas coisas e permiti ao meu amor me levar, confio nele e sei que daqui para frente, será tudo maravilhoso, pois aprendi que esse maravilhoso sentimento realmente existe.”


Pin It
8

8 comentários:

  1. Obrigada pelo carinho e pelas sinceras palavras.

    ResponderExcluir
  2. Olá!! :)

    eu nunca tinha ouvido falar deste livro mas confesso que não fiquei muito curioso. O tipo de romance não chama a minha atenção.

    De qualquer das formas, acho ótimo que tenhas gostado e que e uma leitura assim leve e divertida, com personagens com as quais te identificaste.

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Que bom que esse livro não é hot, apesar de sensual. Também gostei da ideia diferente em relação aos personagens, sabe? Curti muito da sua resenha e fiquei muito interessada em fazer a leitura.
    Acho que se não tivesse lido suas impressões, não quereria ler o livro e perderia uma grande oportunidade.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mary! Tudo bem?
    Confesso que tinha uma impressão totalmente diferente desse livro. Acho que pela capa e pelo título, achava que estava muito mais voltado para o gênero erótico do que chick-lit ou new adult. Foi uma boa surpresa saber mais sobre a trama e perceber que eu tinha me enganado.
    Fiquei feliz de saber que, apesar de inicialmente terem te causado uma impressão negativa, os protagonistas evoluem ao longo da história e que acabou se apegando a eles. Mas fiquei curiosa para saber o que a Duda fez que te deixou tão brava haha. Terei que ler para descobrir.
    Amei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Tudo bom?
    Eu não conhecia esse livro, mas sua resenha me deixou encantada e curiosa para conhecer esse casal.
    Eu gosto de romance hot, mas confesso que prefiro muito mais esses livros com uma pitada de sensualidade, e sem muitas cenas de sexo. Gostei de saber que o livro é desse tipo.
    Vou colocar ele na minha lista de desejados!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Li tantas resenhas desse livro que sinto que ja li. Normalmente esse tipo de história me atrairia, porém, algumas amigas leram e não falaram muito bem sobre, como tenho um estilo parecido com o delas, não pretendo ler esse livro, mas que bom que a leitura foi tão proveitosa para você.

    Beijos,
    http://oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia o livro e fiquei animada para ler, adoro romances leves e divertidos, personagens que fazem de tudo para nos irritar no incio dos livros, acabam nos conquistando no decorrer da história, sempre acontece comigo isso. Gostei da premissa leve, clichê, mas eu adoro um bom clichê! Espero poder conferir em breve, estou lendo e sempre procurando novos nacionais!

    beijos!
    blogdatahis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Mary, eu não li o livro, mas já vi muitas resenhas sobre o livro e a cada resenha acho que o livro é bem do jeito que eu gosto. Amo essas pitadas que dão um ar sensual a história.
    Espero ter a oportunidade de ler

    ResponderExcluir